23 fevereiro 2015

Desabafo - depressão e fases.


Hoje eu acordei diferente, sabe quando você simplesmente acorda com sede de música? De vida? 
Caminhei pelas mesmas ruas que estou caminhando a dois meses, essas ruas hoje me pareceram diferentes. Vi árvores que nunca tinha visto antes. As casas parecia ter novos azulejos, de formas bonitas. O sol que me atingia todos os dias hoje me atingiu novamente, aqueceu minha pele como nunca antes, mas pela primeira vez eu fiquei agradecida por ele estar lá em cima permitindo que eu veja meu caminho.
Esse mesmo sol era antes pra mim, como um inferno. Quanta tristeza era caminhar sob ele todos os dias. Hoje ele sorriu pra mim, me senti como em um litoral, a margem da praia, ou algo bem parecido com isso. 
Hoje o céu não esteve limpo e azul, mas sim cinza. Carregado de nuvens, nuvens que me encantaram.
Pela primeira vez em algum tempo eu deixei de me importar. De me importar com todas as imperfeições, com as rachaduras nas paredes e nas calçadas. Deixei de me importar com a porta destrancada, deixei livre minha mente. Que ela vagasse por aí, me trouxesse boas lembranças, me surpreendesse.

As vezes meus pensamentos tem o poder de me dominar, eles me corroem, me destroem de dentro pra fora. Tem vezes que chego a querer arranca-los de mim, tudo que posso fazer para curar a dor é dormir, e as vezes nem os sonhos se vão. Eu tento ser forte, não por mim mas pelas pessoas que esperam que eu seja forte, pelas pessoas que acham que é fácil e que posso simplesmente ser feliz. Eu me esforço de verdade, mas as vezes é como se a escuridão me engolisse, todas as sombras me acompanham, me ferem. As vezes estão tão próximas que sinto que fazem parte de mim
Lá se vai tudo que lutei pra conquistar, um bom dia, a felicidade, os meus sorrisos e os das pessoas parecem não fazer sentido. Tudo que sei é que tem algo que me machuca bem no coração. Isso me tira o sono mas tira também a vontade de estar acordada e de viver. É assim... Quem tem não entende de fato, então porque quem vê a dor nos olhos do outro teria como entender? 

Hoje eu entendi as pessoas felizes novamente depois de tanto tempo. Ouvi musicas que deixei de lado a muito tempo. Elas me deram um prazer imenso, uma vontade de gritar, de cantar que elas voltaram a fazer parte de mim, essa arte.
Pude viver um sentimento de quietação, de silêncio. Eu permiti que meus pensamentos fossem onde quizessem como todos os dias, mas hoje eles me surpreenderam. Me mostraram coisas lindas e depois me deixaram somente a paz para que eu desfrutasse das belezas que a vida poe todos os dias na nossa frente e que simplesmente ignoramos. Eles me mostraram vida novamente... E felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo