12 dezembro 2014

Reflexão de Fim do Semestre

Depois de muitas frustrações e estudos finalmente chegou o momento de calmaria, o momento de festas e comemorações.

Neste ano, em especial nesse ultimo semestre foi o momento em que resolvi tocar minha vida finalmente. Entrei para a faculdade e procurei trabalho e frustrantemente não consegui até o momento. Tive que me mudar para o Rio de Janeiro e aprender a lidar com o mundo longe de quem a vida inteira me deu apoio e me ensinou a superar as barreiras da vida.
Nesse semestre eu aprendi muitas coisas, e uma delas é que o melhor lugar para se estar é na casa dos pais e na nossa terra. Eu nunca fui apegada a família e sempre quis sair de casa e ter minha liberdade, mas a realidade foi um porrada pra mim.

Esse semestre eu aprendi a dar mais valor a minha família e a todo o esforço que eles fazem para eu estar onde estou agora. Aprendi que uma Universidade Federal é a porta para o mundo inteiro e para tudo que possamos querer fazer pro resto da vida, é lá que estão todas as oportunidades de um intercambio pra quem não tem condições de bancar uma viagem internacional, e também é lá que tem a oportunidade de te formar em uma universidade do exterior, aprender diversas línguas e ter memórias para o resto da vida, além de amigos, muitos amigos e pessoas unidas.
Também descobri que o que queremos pra nossa vida talvez seja completamente ao contrario do que temos vocação.

Amigos... Amigos irão e virão, alguns nos surpreenderão. Nós descobriremos que aquela pessoa com quem não falavámos tem tudo a ver com a gente e talvez se torne um melhor amigo. E aquela outra que nós nos dávamos tão bem pode se tornar seu pior inimigo!
Me encantei com as pessoas do mundo universitário, você pode ser qualquer pessoa, pode ser você mesmo, usar as roupas que quiser, ter os defeitos que tiver e não precisa esconder isso do mundo, aprende a lidar com isso porque a maioria das pessoas desse ambiente vão te aceitar exatamente como você é. Terão as pessoas que te julgaram sim, mas elas se tornam mínimas e insignificantes.

Se tem pouco ou muito isso não te dá o direito de julgar o próximo porque na verdade você tem a mesma quantidade que todos eles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo